.

– somos metade
– não, somos inteiros que se misturam
– sim, inteiros vazios que se completam
– não, inteiros que misturam vazios e preenchimentos
– um terço, três quartos, encontros de partes
– fragmentos que se embolam
– instantes que ecoam
– somos esses pontos de fuga e encontro
– linhas cruzadas
– conversas de silêncios
– projeções de si
– formas do mesmo
– somos qualquer crença que nos preencha
– nada nos define
– mas quer saber?
– …
– adoro te inventar
– adoro ser inventado por ti
.
*
Poesia e fotografia de capa por:  Helder Dantas de Santana cedidos ao Sem território
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s