.

A: _ se as palavras não tivessem acento seus cabelos subiriam, isso porque as paredes têm quatro quinas… qual seu signo?

T: _ peixes, por quê?

A: _ eu sabia… nos odiamos!!!

T: _ e o seu?

A: _ não posso dizer.

T: _ qual seu nome?

A: _ não posso dizer!

T: _ por que não?

A: _ porque pra saber se você vai entender, primeiro tenho que estudar seu crânio, afinal temos três cérebros… não é?

T: _ tá… que horas, então?

A: _ é exatamente isso que estou querendo lhe dizer!

T: _ então… são que horas?

A: _ não posso mais dizer, porque você já formou um “F” com suas pernas, e é preciso cuidado com as deformidades hormonais, porque se não você viveria pra lamber as mulheres, ou faria gestos derretidos como os homens homossexuais….

T: _ já falei que não gosto quando você fica em silêncio atrás de mim!

A: _ mas eu não estou atrás de você… estou dentro de você.

.

não ser as coisas não nos permite saber sobre elas, porque parece que todo acreditar é psicótico. A própria vida é uma suposição. Supor é o que o homem faz quando denomina o mundo… e por causa disso ele acredita que pode saber sobre tudo o que denomina… provar as coisas seria impossível dessa maneira… porque as coisas são somente o que elas se permitem saber. A gente recebe as coisas de fora… da maneira que nos parece certa, mas o certo é mais uma suposição humana … a ciência é psicótica… não só os homens…

Dialogo entre eu e um usuário do CAPS em 2006

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s